Segurança, saúde e educação

Segurança, saúde e educação


Quando tomei a decisão de fazer uso da terapia da bomba de insulina, carregava comigo a decisão não apenas de escolher o tratamento mais avançado e tecnológico que existe para o diabetes, mas também de buscar o melhor para minha vida e aumentar a responsabilidade na atenção ao tratamento e no controle do diabetes.

Sempre busquei realizar desde a contagem de carboidratos até a troca no período certo dos insumos da bomba, que estão “conectados” em meu corpo.

Hoje, estou aqui, fazendo a última substituição, com o último recurso disponível dentro da caixa e com a última caixa de insulina.

Onde está o erro?

Eu busquei o melhor pra continuar respeitando o meu corpo, mas o Estado ou melhor, o país pouco importa se quero fazer a minha parte ou se estou no último ítem da caixa.

Na verdade se preocupa sim. Em períodos como no próximo ano, para colocar os pseudo “representantes” desta nação.

Saúde, segurança e educação. Direitos tão básicos, mas que estão sobrecarregados pela soberba da ganância política e descontrolada de uma nação.

Quanto ao meu tratamento, seguirei adiante, não contando com o Estado, mas contando com uma rede de pessoas, que com o pouco   que tem, conseguem ainda praticar a solidariedade.

 

1 Comentário

Deixe o seu
  1. 1
    Cecília Garcia Dutra

    É triste e desanimador ver a situação do nosso país. Elegemos políticas que têm compromissos apenas consigo mesmo e sabe-se a população. Espero sinceramente que o povo saiba dar a resposta nas urnas.

+ Deixe um comentário