fbpx

Efeitos do diabetes tipo 1 no cérebro em desenvolvimento (revisado)

Criado por Pablo Silva em 16 de abril de 2019

Sob a orientação do professor Fergus Cameron, do Murdoch Children's Research Institute, na Austrália, foi realizado um artigo de revisão publicado online pelo periódico The Lancet Child & adolescente Health sobre o efeito do diabetes tipo 1 no cérebro em desenvolvimento.

Uma variedade de insultos potencialmente disglicêmicos para o cérebro pode causar danos celulares e estruturais e levar a resultados neuropsicológicos alterados. Esses resultados podem ser sutis em termos de cognição, mas parecem persistir na vida adulta. Idade e circunstância no diagnóstico de diabetes tipo 1 parecem desempenhar um papel substancial na lesão potencial do SNC. Uma história de cetoacidose diabética e hiperglicemia crônica parece ser mais prejudicial do que se suspeitava anteriormente, enquanto uma história de hipoglicemia grave seja talvez menos prejudicial.

Os déficits neurocognitivos se manifestam em vários domínios cognitivos, incluindo a função executiva e a velocidade do processamento de informações. Algumas evidências sugerem que a lesão cerebral sutil pode contribuir diretamente para os resultados psicológicos e de saúde mental futuros.

função executiva prejudicada e a saúde mental, por sua vez, podem afetar a adesão dos pacientes ao tratamento e à capacidade de fazer escolhas adaptativas no estilo de vida. O funcionamento executivo prejudicado cria uma alça potencial de feedback da disglicemia diabética, levando à lesão cerebral, comprometendo ainda mais a função executiva e a saúde mental, o que resulta em uma adesão abaixo do ideal ao tratamento e mais disglicemia.

Os médicos que lidam com pacientes com resultados glicêmicos subótimos devem estar cientes desses problemas potenciais.

Fonte: The Lancet Child & Adolescent Health, em 12 de abril de 2019.

Pablo Silva

Pablo Silva é professor, especialista em tecnologia educacional, jornalista e atua na área de tecnologia há mais de 10 anos.Após o diagnóstico do diabetes, resolveu compartilhar sua vida e criou o site “Eu e a Bete” que, por meio do seus canais, transmite a mensagem que o diabetes não é uma limitação e que pode se transformar em uma motivação pra sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

Blog dedicado a compartilhar informações e experiências da vida com diabetes tipo 1.
Saiba mais sobre o autor.

Contato

Este site é mantido por Thoughtbox
twitteryoutube-playinstagramfacebook-official