fbpx

Um coala com diabetes

Criado por Pablo Silva em 27 de junho de 2018

Este mês, um grupo de especialistas de San Diego (EUA - Califórnia) se uniu para ajudar um coala com diabetes no Zoológico local. O coala, macho chamado Quincy, foi diagnosticado com diabetes tipo 1. Os especialistas, representados por veterinários, endocrinologistas da Scripps Health, profissionais de biotecnologia da Dexcom e San Diego Zoo realizaram um plano de ação projetado para melhorar o gerenciamento dos níveis de açúcar no sangue de Quincy através da aplicação de um monitor contínuo de glicose.

"Pouquíssimos coalas foram diagnosticados e tratados para o diabetes", disse Cora Singleton, DVM, veterinário sênior do San Diego Zoo Veterinary Services. “Quincy atualmente necessita de injeções de insulina, que são baseadas em seu nível de açúcar no sangue. Com um monitor contínuo de glicose, podemos monitorar os níveis de glicose de Quincy ao longo do dia sem ter que perturbá-lo.

O sensor e o transmissor colocados em Quincy enviam seus níveis de glicose no sangue em tempo real para um dispositivo inteligente monitorado por seus cuidadores. Com esta tecnologia, seus veterinários não precisarão mais furar sua pele várias vezes por dia para testar seus níveis de glicose no sangue. O Dexcom CGM também possui alertas e alarmes integrados que notificarão proativamente os cuidadores de Quincy antes que a glicose no sangue atinja níveis perigosos.

Koalas normalmente dormem durante o dia e são animais solitários. A equipe de cuidados com animais do Zoológico de San Diego espera que o novo sensor lhes permita obter mais detalhes sobre os níveis de glicose de Quincy, além de reduzir o número de vezes que eles precisam perturbá-lo.

"Quincy tem um tipo de diabetes com deficiência de insulina, e precisa de insulina para controlar seus níveis de açúcar no sangue e garantir que ele consiga a energia necessária para ajudá-lo a construir músculos, ganhar peso e permanecer saudável - muito parecido com nossos pacientes humanos", disse Athena Philis-Tsimikas , Vice-presidente corporativo do Instituto de Diabetes Scripps Whittier. “A hipoglicemia - anormalmente baixa de açúcar no sangue - é uma preocupação de segurança e o fator limitante para o uso das doses certas de insulina, especialmente em um animal que não pode nos informar seus sintomas. O monitoramento contínuo da glicose agora permite a melhor dosagem para melhor administrar o diabetes de Quincy. ”

A aplicação do monitor ocorreu sem problemas, e a equipe de cuidados com animais disse que eles esperam ter informações que os ajudem a desenvolver um plano de tratamento para melhorar a condição de Quincy. A condição diabética de Quincy foi inicialmente diagnosticada por veterinários no Zoológico de Los Angeles, onde Quincy estava vivendo na época. Ele foi transferido para o zoológico de San Diego para dar continuidade ao diagnóstico e a tratamentos avançados. Os especialistas não sabem informar o que pode ter desencadeado essa condição em Quincy.

 

 

Extraído e adaptado:

Koala with Diabetes at the San Diego Zoo Gets a Dexcom

Pablo Silva

Pablo Silva é professor, especialista em tecnologia educacional, jornalista e atua na área de tecnologia há mais de 10 anos. Após o diagnóstico do diabetes, resolveu compartilhar sua vida e criou o site “Eu e a Bete” que, por meio do seus canais, transmite a mensagem que o diabetes não é uma limitação e que pode se transformar em uma motivação pra sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

Blog dedicado a compartilhar informações e experiências da vida com diabetes tipo 1.
Saiba mais sobre o autor.

Contato

Este site é mantido por Thoughtbox
twitteryoutube-playinstagramfacebook-official